Amigo, tá todo mundo mal

Escrito por: Fernanda Weber // 13 de junho de 2015

- foto: ink361 -

Parafraseando nossa querida amiga Jout Jout: tá todo mundo mal (se você ainda não viu esse vídeo, clica aqui. Se já viu, vê de novo, ta?). O pessoal de humanas, de exatas e de biológicas. O seu amigo bem humorado que você acha que é feliz o tempo todo. A geração Y e a galera da terceira idade também. Quem tá reclamando no twitter, quem posta foto linda no Instagram, os que trabalham de 9h as 18h e os que passam o dia assistindo séries. Tá todo mundo mal. E eu também tô participando dessa crise existencial coletiva que tá todo mundo mergulhado. Mas espera aí, nem tudo está perdido e tô aqui pra relembrar que você não tá sozinho nessa. Vem cá que a gente pode ver essa situação por um outro ângulo.

Parando pra observar as pessoas ao meu redor, percebi que em grande parte do tempo, nos cobramos muito a respeito de decisões a serem tomadas e caminhos a serem seguidos, colocamos expectativas demais nos outros, nos decepcionamos e assim seguimos num fluxo louco de emoções.

Acontece que a gente não sabe lidar com nossos sentimentos e toda frustração toma uma proporção 10 vezes maior, então cada vez que algo não dá certo ou uma situação ruim nos aparece é como se todas as coisas boas que aconteceram fossem anuladas e as chances de tudo dar certo se resumisse a 2%.


DESISTO. CHEGA.

Irmão, vamos com calma. Acalma esse coraçãozinho, segura essa ansiedade e respira fundo. Nem tudo acontece no tempo que a gente gostaria e é bem melhor assim! As coisas acontecem quando tem que acontecer e não adianta relutar quanto a isso, é um fato.

Essa agonia, esse vazio, a angústia constante que surge "sem motivo" pode sumir se você quiser. A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional. Assim como quando a gente leva o maior tombo de bicicleta e abre um machucado enorme na perna: é óbvio que dói, mas por quanto tempo aquela dor te consome é uma escolha. E convenhamos que quando somos crianças, um tombo é só mais um tombo e a dor é esquecida assim que alguém nos chama pra andar de bicicleta de novo.

Como diz a linda da Jessie J: It's okay not to be okay. Não precisa se martirizar por estar em dias ruins, isso acontece com todo mundo. Deixa seu sentimento fluir, deixa a energia circular, tira um dia pra você e se permita não planejar nada. Não perde a leveza e a pureza da criança que levanta logo após uma queda, pronta pra outra. Aproveita a vista, o caminho é lindo e a gente só está de passagem.

Sou a Fernanda Weber e tô de volta com mais um texto sobre comportamento e estilo de vida! Eu também tenho um blog, então você pode ler mais sobre mim e o que escrevo por . Agora me conta, o que te deixa mal e em quais momentos parece que tudo nunca vai dar certo? O que você tem feito pra melhorar isso? Vamos papear! 

Gostou do post? Então acompanhe a gente nas redes sociais pra que assim possa ver nossas atualizações e ler o conteúdo do blog rapidinho. Dê um like na página do Facebook, siga o perfil @euyaas no Insta e veja muitas inspirações através dos nossos painéis no Pinterest. :D

Comente com o Facebook:

18 comentários:

  1. Gostei do post! Eu ainda não tinha visto esse vídeo da Jout Jout, e meu deus, ela só fala verdades! Calhou bem ouvir e ler essas coisas, porque eu tbm estou enfrentando uma crise existencial e estou tentando falar para mim mesma todos os dias que está tudo bem, que não há motivo para pânico. É bom saber que todos se sentem assim.

    http://www.prefirobsides.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Jout Jout é maravilhosa!!!!! E sério, tá todo mundo mal. Todo mundo tá passando por inseguranças e crises existenciais, vem cá e não se sinta sozinha, miga. Logo tudo se ajeita ♥

      Excluir
  2. O ser humano e sua naturalidade de não estar satisfeito com NA-DA!
    Entendo bem essa crise e fico bem na espreita olhando e analisando tudo que reclamam (ainda mais agora que estou sem celular e parece que nao faço parte do mundo real... )

    | Promoção de um ano de A Bela, não a Fera |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente sempre tem um motivo pra reclamar, né? E quando estamos nessas crises parece que o problema é 10x maior, mas o importante é saber que tudo isso passa e que devemos buscar umas saídas alternativas pra fugir dessas reclamações. (E as vezes é bom desintoxicar um pouquinho das tecnologias ♥).

      Excluir
  3. eu amo jout jout e escrevi exatamente sobre isso esses dias no meu blog... rsrsrs... eu tb tô mal!!!!!!!!! rsrsrsrs
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é incrível, né?
      Estamos todos na bad, MAS isso passa!!!! ♥

      Excluir
  4. Eu acho que esse é exatamente o ponto chave mesmo: o problema é o que você faz com a dor, com as frustrações. O quanto acaba por permitir que ela tome conta. É um exercício diário, porém necessário. Praticar e tentar equilibrar a leveza sempre é como acho o caminho mais certo.
    Adorei o post!

    http://baudecanto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Johnny! O segredo está em saber lidar com as nossas emoções, inclusive nessas fases de crise (que eu considero uma das piores). É a luta de todo dia, mas vale a pena. E que bom que curtiu o post! ♥

      Excluir
  5. Eu não acredito que é a Fernanda que está escrevendo aqui! Caramba! Como seu texto caiu bem, Fer! Hoje todo mundo é superlativo, toda dor é maximizada. Eu prefiro não dar essa corda pro sofrimento não. Convivo muito bem com minha alegria e fico chateada quando vejo as pessoas sem querer enxergar o lado bom e só fica se puxando para baixo. Adorei o texto <3 <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kinha, que delicia de comentário! É justamente esse o meu ponto de vista; todo mundo se sente mal, mas o que vamos fazer com esse sentimento é a maior responsabilidade e é o que guia a nossa vida também. Que bom que gostou, amoreco. ♥

      Excluir
  6. eita texto maravilhoso ♥ é tão ~senta migs vamo conversar~ amei :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito obrigada, Ba!
      e senta aqui, vamo conversar mesmo miga ♥

      Excluir
  7. Que texto foi esse, Fê? Muito maravilhoso!

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  8. Fer sempre arrasando! Meu Deus, realmente ta TODO MUNDO MAL! E isso é bem triste, mas como sempre devemos olhar para o lado bom das coisas: é que não estamos sozinhos nessa hahahhaa ta tudo sob controle! Arrasou demais <3

    www.girlsmachine.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuuuito obrigada, Lare! Verdade, tá todo mundo no mesmo barco (ainda bem). ♥

      Excluir
  9. Isso é mal da nossa década, né? Criar expectativas altíssimas e se frustrar absurdamente quando elas não são supridas. Eu me pego nessa armadilha o tempo todo, fazer o quê. É difícil acreditar que tá todo mundo mal quando só o que todo mundo mostra é o quão linda e maravilhosa é a vida.

    Enfim, acho que divaguei demais haha, ótimo texto, parabéns! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, Stephanie! A gente sempre se enche de expectativas e acaba se decepcionando, justamente porque não as suprimos. E sério, não acredite nas aparências, como a Jout Jout diz no video: facebook (redes sociais em geral) só mostram as vitórias, mas do outro lado também tem as derrotas. E a real é que tá todo mundo mal! (Mas a vida é incrível mesmo, tá? A gente só não descobriu isso ainda)
      Obrigada! ♥

      Excluir

Opine sobre o post ou deixe algum recado pra gente. Sinta-se a vontade para sugerir ideias e críticas construtivas, nós sempre lemos a opinião de nossos leitores. :))

 
Design: Yasmin Carvalho. Programação: Yasmin Carvalho e Carol Mascarenhas
Além da Escrita 2012 - 2015. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger